Tuesday, August 4, 2020

Atualização do Patrimônio Financeiro - Jul 2020 (R$ 56.628,20 +0,33%)

Novamente mais um mês sem trades e um pouco desanimado com as perspectivas. Estou em um projeto pessoal, mas que está mais como hobbie do que como trabalho de forma geral, embora eu esteja dispensando bastante tempo do meu dia nele parece que as coisas não andam pra frente nesse sentido.
Junto a isso, hoje começa uma matéria na faculdade com grande potencial de eu bombar se eu não ficar esperto: Processamento Digital de Sinais - tema bem complexo e com muito material para ser estudado em apenas 2 meses! Vamos ver no que se sucede... pretendo até deixar esse projeto meu um pouco de lado pra não correr riscos com essa matéria (que acho que é a última das mais difíceis na Engenharia e vai ser um passo importante ultrapassá-la).

Sem muitas surpresas nos números deste mês:


Renda Fixa (CDB, LC, Tesouro): R$ 31.249,79
FGTS: R$ 13.730,78
Renda Variável (Ações,  FIIs e Criptomoedas): R$ 10.052,30
Conta de Gerenciamento para o Day-Trade: R$ 839,36
Outros: R$ 755,97

Resultado total: R$ 
 56628,20 (+187,50)

Pequena estabilidade por conta novamente dos bons resultados de ações e criptomoedas, além de ter recebido também a última restituição de IR que tinha para receber que colaborou para cobrir os gastos fixos que tenho. Bem provável uma queda no mês seguinte se seguir neste rumo: ainda me decidindo enquanto o tempo passa.

Paciência - só não quero cometer um novo erro grande que possa comprometer esses próximos anos, embora isso custe a incerteza de uma perspectiva para um prazo mais longo.

Thursday, July 30, 2020

Continuar no Day-Trading?


Ainda refletindo se devo dar uma nova chance.


Hoje fecho dois meses sem operar e sempre volta a minha cabeça:  será que devo dar uma nova chance ao Day-trade?

Tenho feito algumas considerações (ainda não conclusivas);

- Foi das atividades que mais me deu prazer de fazer de todos os trabalhos pelos quais já passei.
- Foi uma das que mais impactou minha saúde de forma direta e negativamente.
- Foi a que mais me senti confiante e capaz.
- Foi a única que me fez perder dinheiro ao invés de ganhar.
- Me trouxe grande confiança...
- Mas também grandes decepções

...

Enfim, o meu maior problema no retorno é que, conhecendo o meio, sei que o restante do dinheiro que ainda tenho separado para operar é pouco para alcançar um retorno considerável (ao ponto de não ter que fazer outra atividade), ou seja, estou descapitalizado para isso.

Tenho vivido uma vida razoável com esse pequeno patrimônio que tenho, o qual estou gastando aos poucos para me manter: pagando algumas contas de casa, faculdade e psicóloga. Estes são meus custos, e são razoavelmente fixos o que me dá certa previsibilidade.

Estou, como disse em um post anterior, investindo tempo em uma outra área que ainda não me exigiu injetar dinheiro, mas também ainda não trouxe lucro - mas estou indo a passos de tartaruga (preciso melhorar isto).

Sigo ainda com esta dúvida no fundo dos meus pensamentos.

O que penso é: "Se começar a ganhar dinheiro novamente com outro trabalho, terei coragem de voltar a investir no trade?" (o que me faz pensar que estou levemente traumatizado também).

Vamos ver como isso se segue.

Saturday, July 18, 2020

Negligência? Um post um pouco mais pessoal...

Este post é quase uma continuação do anterior

Este mês de Julho sigo no mesmo ritmo de Junho quanto ao Day-Trade, estou focando em outros projetos pessoais que há pelo menos uma década quero desengavetar.

Me sinto um pouco negligente quando à questão financeira minha. Estou em um foco total nesses projetos pessoais, até que tentando levá-los para um lado no qual eu possa capitalizá-lo, mas sem acreditar muito que seja possível.

Mas fico com uma preocupação latente sobre o rumo das minhas finanças (uma preocupação um pouco menor - acredito que por conta de alguns medicamentos que me foram receitados - pode ser assunto para outro post).

Como já disse aqui, sinto que esse patrimônio que tenho me sustentaria pagando minhas contas por cerca de 2 anos, mas isto considerando que ele seria completamente dilacerado, teria que voltar do zero na busca da IF (como já vi acontecer com alguns colegas aqui da finansfera).

Ainda tenho um carro que posso vender também (mas já disse que uma das coisas que mais me dão prazer é dirigir e vender ele deve ser uma das últimas coisas que faria) e ele não tem me dado gasto nenhum além de pouco combustível, o custo de depreciação e os impostos (que, sendo um carro mais antigo, não são tão pesados).


Bem, me sinto negligente por não estar procurando um emprego e entregando currículos e vendo meu patrimônio apenas diminuir de forma geral (apenas as ações estão fazendo crescer e poucos trabalhos extras na área de informática). Mas ao mesmo tempo essa sensação de negligência não faz com que eu me mova também por acreditar que o movimento será em vão já que agora são momentos difíceis para se conseguir uma posição no mercado de trabalho e além disso e PRINCIPALMENTE, não me sinto ainda desconfortável na situação atual com o que ocorre com meu capital.

Pretendo seguir nesses projetos pessoais e ver se isso dá em alguma coisa até que a pandemia esteja mais controlada por aqui.

Sunday, July 12, 2020

Sem trades em Junho/2020 - "resumo do Day-Trade"

Este mês não tem resumos do Day-Trade pois não fiz operações deste tipo no mês de Junho e por enquanto não pretendo fazer em Julho. O que fiz de trade foi um Swing com venda de ações da B3SA3, mas foi apenas para me desfazer de uma posição nesse papel que estava muito desequilibrada comparativamente com os outros papéis (até por se tratar de um papel caro.

Minha experiência de não fazer um único Day-Trade desde Agosto de 2018 (que eu me lembre não fiquei um mês sem operar desde então) foi de satisfação por conta de alguns pontos:

1 - Percebi que não se tornou um vício para mim - não tive nenhum ímpeto, em nenhum momento, de operar apenas por operar, diria até que o contrário (conforme item 2).

2 - Me senti mais leve por não se preocupar em ter que acompanhar o noticiário tão de perto e imediato como é necessário enquanto trader. Ver oportunidades, dias/ horas para evitar operações. Comunicados americanos (payroll, pronunciamentos do FED, etc), brasileiros (IPCA, Copom...), europeus(Inglaterra, Alemanha, França...), internacionais de forma geral. Escândalos na política. Twitter de políticos relevantes (Trump e Bolsonaro principalmente), análises de bancos, Ficar acompanhando aberturas de papeis a vista as 10 da manhã...

Enfim, esvaziei minha cabeça totalmente de tudo isso. Tudo o que vi de notícia era o que saia nos principais jornais, mas geralmente só o título da capa e acompanhava de longe o sobe e desce do IBOV e dos papeis B&H. Mas totalmente sem compromisso em fazer qualquer operação por conta de qualquer notícia.

Provavelmente sigo da mesma forma em Julho.

Wednesday, July 1, 2020

Atualização do Patrimônio Financeiro - Jun 2020 (R$ 56.440,70 -1,39%)


Este mês foi marcado por ser um mês (dentro de quase 2 anos de trade) que nem olhei para nada de trade e notícias sobre o mercado direito. Apenas acompanhei o sobe e desce frenético das ações em B&H e diminui uma posição que estava perigosamente grande (uma pena de certo modo pois o papel recuou um pouquinho pra depois disparar para cima (B3SA3).

Dessa vez as ações seguraram de um valor negativo forte no mês mesmo com gastos extras que tive com medicamentos bem CAROS.

Aos números:

Renda Fixa (CDB, LC, Tesouro): R$ 31.051,72
FGTS: R$ 13.697,01
Renda Variável (Ações,  FIIs e Criptomoedas): R$ 9.158,65
Conta de Gerenciamento para o Day-Trade: R$ 857,08
Outros: R$ 1.676,24

Resultado total: R$ 
 56440,70 (-796,92)


Outros: fiz mais alguns trabalhos extras com informática que me renderam um troco e estou para receber uns trocos com trabalhos musicais também (talvez para os próximos meses - estou investindo mais nisso também).

Renda Variável: continuo bem feliz com a escola das minhas ações. Fiz uma troca infeliz de parte do que desfiz da B3SA3 (-30 ações) colocando em 50 ações TCNO3 que vinha acompanhando há um tempo. Ainda confio no setor para o futuro e vou seguir com essas ações. WEGE3 só me traz felicidade, o restante de B3SA3 subiu bem também, assim como BBAS3 e as FIIs que tenho. 

FGTS:  no mês que vem terá uma queda devido ao saque liberado pelo governo que pretendo sacar no lugar de tirar das minhas ações. Os meus gastos mensais não estão chegando a um salário mínimo em média (só este mês por causa dos remédios que precisei comprar), então ainda deve sobrar um pouco pra algum lazer extra (que estou precisando neste caos todo - tem umas coisinhas que quero comprar mesmo sabendo que não é o momento melhor pra isso.) ou então se decidir não comprar nada, devo aplicar no tesouro ou arriscar em alguma SmallCap.

Wednesday, June 24, 2020

Por onde COMEÇAR a estudar para operar Day-Trade (minha opinião pessoal)

Reforço o que coloquei no título: estou falando da minha opinião e experiência pessoal. Podem ser totalmente destoantes do que muitos indicam e ensinam (sobretudo pessoas muito mais experientes e com tempo de mercado) por aí . 

Mas sou da "escola" (se posso assim dizer) dos que pretendem encontrar seu próprio caminho. Claro que bebo de conhecimentos já existentes (não vou reinventar a roda), mas acho que a individualidade está em como você vai juntar esse conhecimento para operar da forma que você opera: no "seu estilo".

Acho chato que isso soa como: "Você encontrará seu caminho com as ferramentas que lhe forem concedidas!" - e acho isso ruim porque o "povo que vende curso" utiliza disso o tempo todo como pretexto para que, durante ou após o curso, a pessoa que não conseguiu alcançar os objetivos tenha a impressão de que a culpa é dela não estar sabendo usar tais ferramentas. Mas em minha defesa: não vendo cursos de qualquer tipo e aqui não vou indicar ou endossar ninguém, talvez apenas faça observações gerais de quem não procurar e faço menção ao investing.com apenas como ferramenta de notícias!

Dado esse enorme disclaimer vamos ao assunto.


Tive a ideia de detalhar esse post após uma pergunta nos comentários de uma das publicações do mês passado e aqui vou resumir um pouco do que eu recomendaria de conhecimentos adquiridos e talvez a forma (no tempo) de adquiri-lo.

Aliás, quanto ao tempo, eu diria que é um estudo paralelo. Para colocar a mão na massa mais rapidamente eu diria que é recomendado um estudo em paralelo dos pontos que vou colocar. Não acho que vale a pena você aprender padrões de 3 ou 4 candles seguidos para esgotar o assunto "candles", enquanto não se aprende nada de indicadores ou Tape Reading.


PREVIA:

1. Saiba quanto você pode PERDER sem comprometer rendas e deixar você e sua família na mão. - Se não sabe disso nem comece pois talvez não tenha cabeça para continuar e pode se dar mal com as altas possibilidades que a alavancagem traz. SIM, eu tenho meu número e se chegar a ele terei que interromper (pausar ou finalizar) minha trajetória no Day-Trade (um dia faço um post falando o valor - se já tiver chegado ou não nele).

Obs: também tem quem disponibilize um valor fixo para operar no mês - mas acho arriscado fazer isso sem ter o item 1. bem definido. O mercado pode levar você para caminhos "obscuros".

2. Entender o mercado que vai operar: contratos, variação de preços (ticks), e magnitudes dos valores envolvidos. Como todos os outros itens citados, aqui vale um aprofundamento posterior: muita gente não sabe porque a pessoa consegue operar no mercado com valores tão baixos!

3. Margens de operação do papel/contrato da corretora que você vai utilizar. Isso para ver se aquele valor que você pensou no item 1. vai comportar as operações que você pretende fazer ao longo de determinado tempo.

4. Diariamente: dependendo de como você vai criar e formatar sua tática de operações, saber das notícias econômicas diariamente é uma boa pedida. Recomendo o calendário de notícias do site  investing.com. Mas eu tomo cuidado com a overdose de notícias: Saiba o que você vai operar e aprenda com o tempo quais notícias são relevantes para o seu papel/contrato. Com certeza algo mais geral e catastrófico que não tenha ligação nenhuma com o seu papel vai pipocar na tela, principais jornais e vai ser amplamente discutido (vide a PANDEM1A atual e a guerra de preços da OPEP do início de março!).

5. Adicionalmente acho importante entender previamente um pouco da história do surgimento do mercado e das motivações para que ele exista. Saber "quem é" a B3 e a CVM. E o básico da Teoria de Dow (que envolve itens técnicos explicados abaixo).


A partir daqui vamos ao estudos técnicos:

CANDLES

No início se ater aos padrões de um (doji por exemplo) e dois candles (bebê abandonado por ex.) é suficiente. Aprendendo os principais (de reversão e continuidade de tendência em geral).


PRICE ACTION

Acho tão essencial quanto saber ler candles. Faz boa parte da minha estratégia atual - já foi a principal.

Movimentos amplos - tendências de alta e baixa e canais. no início apenas o básico: entenda do que se trata; depois vá se aprofundando um pouco. (Falar em "linhas" de tendência já considero aprofundamento posterior, pois nem sempre é tão simples traçar linhas corretamente).

Figuras - as principais que considero são: mastro-bandeira, ombro-cabeça-ombro.

INDICADORES

Obrigatório:

     >Médias móveis  (aritméticas e exponenciais)

Adicionais:

    >VWAP - no começo é uma média que me deslumbrou quanto a precisão dela - mas depois você começa a ver que as coisas não são tão preto no branco assim;

   >Bandas de Bollinger - Abre a mente para idéias de operações que você pode desenvolver futuramente.

    > RSI : Ajuda muito quando você compara ele diretamente com o que você tem no gráfico, começa a dar noções de "forças" de compradores e vendedores. Também acho que é um que Abre a mente para novas idéias de táticas.

Suporte:

> Fibonacci: apenas entenda do que se trata. Acho interessante entender a relação do "Fibo" com a amplitude dos movimentos conjuntos no price action.


TAPE READING

De início, saiba ao menos o básico de como ler um book de ofertas e o times and trades da sua plataforma.
Procure ao menos saber o que é. Entender as pressões de mercados em preços específicos ou mesmo forças compradoras e vendedoras nos contratos e papéis através da "leitura da fita de preços" me trouxeram ótimos insights na elaboração de estratégias (e de fato utilizo parte desse conhecimento na minha estratégia atual).

Acho interessante reconhecer os 'players de mercado'. Enquanto temos um book aberto, o movimento conjunto de muitos players diferentes é algo quase "mágico" quanto você consegue pegar ao vivo - posso dizer que ganhei todas as vezes que consegui essa façanha, mas infelizmente é muito raro conseguir.
lém disso eu achei, como técnica BASE para um dia de operações, muito CANSATIVO! A atenção é absurdamente focada na tela para fazer um bom trabalho. Me surpreende que existam "youtubers" que consigam enganar operar e falar com a audiência ao mesmo tempo - eu fugiria desses.
Em 2h de pregão eu já estava exausto sentia que minha análise caia drasticamente de qualidade além de me cansar literalmente para o resto do dia (não operei por muito tempo essa técnica - mais em períodos de férias - pois trabalhava em outro lugar em paralelo).

FINALIZANDO

1. Repito: minhas impressões, minhas ideias: LEIAM TAMBÉM O DISCLAIMER NO RODAPÉ DO SITE!

2. Aquisição de conhecimentos em paralelo. Acredito que você precisa "sentir" o mercado sem muita demora. As vezes ficar meses só estudando sem sentir qual será a sua reação quando ver sua conta diminuindo, aumentando ou até zerando de valor torna menos efetivo. É uma junção de teoria e prática.

3. Não abordei a questão psicológica aqui. Acho que podem tirar algumas ideias nos posts marcados como # DAY-TRADE (mais no início do blog) e #PSI  (um dos posts). Mas talvez faça algo focado nisso futuramente.

4. Talvez eu tenha esquecido algum aspecto técnico (me lembre disso nos comentários, se eu achar pertinente, atualizo o post).


Thursday, June 18, 2020

Resumos do Day-Trade (Maio/2020)

Dessa fez o resumo está um pouquinho atrasado, mas foi mais pra manter a agenda do blog de mais ou menos um post por semana.
Mas não tenho muito o que dizer. Foi um mês que não falhei um dia com a minha estratégia simplesmente era um mês de drawdown.

Infelizmente isto me levou mais perto do risco de "falir minha empresa" (ver posts antigos da flag #TRADE). E estou com uma última bala para atirar.

Mal... muito mal...


Por conta disso, não estou operando este mês de junho. Sigo analisando os relatórios de resultados e estou pensando em colocá-los aqui em algum momento do blog.

Nesses relatórios tenho muito bem separado todas operações dentro da estratégia, então consigo ver exatamente como estaria indo se eu não me desviasse com operações fora dela. 

De modo geral estaria MELHOR, mas na última análise que fiz vi que não tão melhor.

Estaria com saldo "mais positivo" e sem as perdas enormes que tive no mês de NOV/19 e ABR/20. Nesse sentido, eu posso dizer que a estratégia é muito boa para PROTEGER o CAPITAL.

Porém, numa análise mais profunda em cada operação percebe que o tamanho do risco de se operar derivativos não está compatível com o lucro que a estratégia traria. Como disse, não estaria no prejuízo, mas o lucro seria ínfimo. Quando dividido entre o meses (pra pegar a média mensal) esse valor fica ridículo: pagaria no máximo a conta de Internet).

Logo, não sinto que tenha como continuar com essa estratégia. Mas na contrapartida também estou com capital baixo para investir em uma estratégia totalmente nova.

Estou pensando em adaptá-la e fazer backtest para mini-índice ou mesmo para papéis do mercado a vista, porém para o a vista ainda tenho o problema da grana baixa já que a alavancagem não é tão grande quanto o mercado futuro.

Bem... vejamos os próximos capítulos. Por hora, fora do mercado de futuros.

PS: Meus papéis de B&H performaram tão bem que até pensei em mudar para um trade de swing. Mas como entendo pouco da análise ainda vou ficar de fora disso também, além de que, swing trade geralmente compensa apenas se tiver mais dinheiro envolvido.