Friday, August 23, 2019

Queimem as Naus!!!


"Queimem as naus!" - Hernán Cortés(?)*

Estratégia ou Loucura?

Com os barcos queimados na beira da praia, não era só a conquista da nova terra, mas uma luta pela própria vida.
*Frase associada a Hernán Cortés geralmente associada à sua estratégia para conquista das novas terras, mas aparentemente não confirmada. Diz-se que a dita estratégia também era utilizada por impérios antigos.

Saturday, August 17, 2019

Algumas coisas pra fazer depois de atingir a IF - de hobbies a viagens

Já diz a frase: "Sonhar não custa nada!", agora sonhar sabendo que você VAI realizar boa parte daquilo acaba sendo muito mais gostoso!

Faz algum tempo que tenho pensado em coisas que eu gosto de fazer no meu dia a dia, hobbies e tarefas em geral que provavelmente farei (apesar do futuro poder ser bem diferente) quando atingir a IF.

Alguns hobbies que curto (e que algumas até chegaram a ser profissões) são culinária,  a música, a eletrônica e a programação. São coisas que de um modo ou outro me acompanham, às vezes em maior quantidade, às vezes em menor, há pelo menos 15 anos (metade da minha vida) e são coisas que sinto prazer em fazer, coisas das quais perco a noção do tempo fazendo e se deixar até esqueço de comer e de dormir.

Na culinária é algo mais de prazer momentâneo... estar na cozinha, inventar misturas de temperos, caprichar até naquele omeletão rápido. É algo que certamente terá maior parte na minha vida diária.

A música foi algo que, por conta do meu trabalho atual deixei de lado por cerca de 3 anos e há pouco tempo está voltando à minha vida.. recebi propostas de bandas para tocar (infelizmente por conta do trabalho não pude aceitar neste momento, mas deixei em aberto a possibilidade), peguei uns outros trabalhos freelance pequenos. Enfim, o prazer de tocar (embora já não tão habilidoso como antigamente) veio a tona e me fez lembrar disto, que sou até formado, mas que apenas tenho encarado como um hobby que faço bem de vez em quando.

Na eletrônica, lembro de já buscar algo desde meus 10/11 anos de idade (mais ou menos na época em que comecei a me envolver com a música). E o prazer nela está em conceber projetos (da minha cabeça) e conseguir criá-los e concluí-los. Assim como na programação que sempre utilizei quando precisava de um programa bem específico (igual esses dias que tirei um tempo para escrever um programa que calcule algumas entradas de uma estratégia que faço no Day-Trade). Ou na eletrônica no qual projetei um pedal para mudar parâmetros de som (os quais posso mudar com o pé e deixar as mãos livres agora) enquanto toco meu teclado. E me divirto fazendo estes projetos - e são nesses que perco noção da hora também.


Agora, falando em coisas para mais longo prazo, descobri através do AA40, a existência de cruzeiros de volta ao mundo e depois de perder algum tempo nos sites das empresas que proporcionam este tipo de viagem fiquei maravilhado com a possibilidade e isto com certeza entrou na minha lista de "coisas a fazer antes de morrer". São bem caros  (os pacotes mais básicos são de 150k a 200k pelo que vi)e é bem possível que o dia em que fizer isso vá tomar parte do principal.

Outra coisa que tenho muita vontade de fazer e que acredito que estará mais viável e palpável daqui uma ou duas décadas é uma viagem ao espaço em alguma empresa de turismo espacial, poder ver a Terra de fora e sentir toda sua grandiosidade. Acabaria por ser a realização de um sonho de criança também (sim, fui aquela criança que sonhava em ser astronauta). Este seria provavelmente o ápice das realizações na minha vida.

Outras coisas de médio prazo são fazer algumas viagens dentro do Brasil (coisa que é bem mais palpável porque embora eu não me ligue muito em carros, adoro o ato de dirigir e com certeza faria isto de carro), Passar uma semana em alguns Resorts no Brasil e talvez no Caribe. Conhecer alguns países mais de perto: tenho vontade de ir à Alemanha, EUA, Canadá, Egito, Coréia do Sul... (tenho curiosidade de conhecer a Coreia do Norte também, mas não sei bem se toparia ir para lá - além de que os turistas não conhecem de fato o país real), Nova Zelândia e aquelas ilhas minúsculas da polinésia (Pitcairn, Tonga...). Tendo tempo e dinheiro, talvez outros lugares seria interessante também de conhecer.

Concordo que seja uma lista bem ousada e sonhar não custa, mas infelizmente realizar custa e muito. Então: bora correr atrás!


Thursday, August 15, 2019

Traders de Youtube e de Blackboard - Tipo II

Trader de sala de operação (blackboard):

Geralmente os mais empolgados: acreditando ou não na operação ele vai fazer você se empolgar para entrar junto com ele:

O fato é que ele vai te dar os pontos de entrada em um trade e colocar alvos. Mas no meio da caminho vai dar alguns pontos de saída antecipada (o que pode acontecer em trades sérios sim, mas não com a frequência encontrada nestas salas).

As vezes o trade pode não andar para o analisado, mas geralmente haverá uma indicação técnica ou até mesmo, de forma mais grave uma breaking news... Mas sempre ficar sugerindo saídas antecipadas  é algo que pode indicar: que o trade não acreditou no trade que entrou (coisa que realmente, como iniciante (nos primeiros meses) acontecia o tempo todo - o trader da sala não deve ser iniciante, certo? Ou então entrou errado mesmo e não quer admitir o erro cometido - e acho perigosíssimo isso estar sendo "ensinado" nas salas, pois uma das coisas que mais me salvou de trades desastrosos nestes últimos meses foi admitir que entrei errado em uma operação.

As vezes o trade anda para o seu lado depois que você entendeu que entrou errado. Mas aí vai da sua cabeça de que, é melhor estar fora de algo com 95% de chance de dar errado, do que continuar dentro por causa dos 5%.

A parte da empolgação é a mais divertida! Essa galera grita e instiga a galera a entrar em seus trades e acreditar que a posição está correta como um bom palestrante motivacional, um coach de cursos de coaching empolgado para crescer sua pirâmide (mais polêmica... rsrs), ou padres empolgadíssimos em suas homilias (agora passei do ponto polêmico kkkk). Imagina a empolgação então quando acertam o trade. Quando erram: "valeu a tentativa, mas o trade tá aí e já to vendo a próxima entrada!".

Ah, é mesmo, tem isso também... curtir o trade bom realizado e já entrar logo em outro para passar a sensação ruim do trade errado... Não precisa nem falar que fazer entradas impensadas, ainda mais imediatamente a um Loss não é algo muito prudente, além de dar corda ao overtrading  o que já dá margem para pensarmos em conflito de interesses e outras coisas mais negativas desse mundo.

Prós:

- Geralmente tem tempo de experiência e conhecimento do mercado
- Não há como negar que geram um ambiente de positividade e animação durante o trade: o trade não precisa ser chato e tenso o tempo todo.

Contras:

-Mudança de planos em 99% dos trades
-Não discutir de maneira mais aberta os erros cometidos, apenas ignorando-os
-Para alguns a gritaria (não são todos assim, mas são vários) pode chegar a ser incômoda...

Tenho em lista pelo menos mais uns 3 tipos... e o próximo é finalmente o tipo que respeito e são as pessoas nas quais eu tenho certa admiração e sigo alguns conselhos... embora acredite que o melhor conselho nessa área é "aprenda o básico: técnica, gerenciamento e psicologia do trader e depois é você por você!".

K.T.

Thursday, August 8, 2019

1 Ano de Trade - A trajetória de um aspirante a Day Trader #09

Neste dia 08/08/2019 faz exatamente 1 ano em que coloquei minha primeira boleta em conta real no mercado de ações.




Na primeira boleta:
- 5 operações em mini-indice  (WIN Q18)
- Um gain de R$ 25,00 reais
- Líquido de de R$ 22,50
- corretora Clear.

Parece que eu já sabia que persistiria! - Salvei esta nota já como lembrança do meu início!

Até tinha pensado em fazer um post especial para este dia, com todas as totalizações e resultados, mas infelizmente escrevo este com certa pressa, pois preciso voltar aos estudos. Mas como não gostaria de passar em branco...

E, como na legenda, é um marco de persistência na minha vida e tem um grande significado para mim, não só com a enorme evolução que tive em tão pouco tempo (de conhecimento, de auto-conhecimento e mesmo de conceitos sobre economia local e global, sobre o mercado de capitais, e todos os demais detalhes que circundam este mundo) que vão se acumulando, alí, discretamente e quando vê você percebe se embasando em conhecimentos adquiridos, em notícias e fatos que antes você jamais pensaria em uma conversa com pessoas da área.

Obviamente devo ter aprendido menos de 1% do que tenho a aprender, mas tudo tem um começo e este ano foi esse começo!

Gráficos, DoM (Depth of Market), Times and trades...  Olhando pra essas telas praticamente todos os dias deste primeiro ano! O próximo passo é ter essa disciplina com exercícios e alimentação.
Quem acompanha o blog (ou já tenha lido o subtítulo do mesmo) já sabe que o objetivo é alcançar a IF em 15 anos (um pouco menos, hoje). E é através do mercado de derivativos, a princípio, que pretendo alavancar este início.

Vai ser louco e difícil? Com certeza, já está sendo! As estatísticas jogam contra? Totalmente! Minha vontade é maior? Parece que sim, não é? Tenho ido contra essa maré nos últimos (apenas) 5 meses, mas estou realmente muito confiante com os resultados que venho obtendo "fora dos holofotes" da conta real (visto os problemas para fazer meus trades com foco e tempo necessário - que já relatei diversas vezes no blog.)

Vejamos o próximo ano, já que a vida nos traz surpresas, e será um ano bem intenso no trade, uma vez que, no meu planejamento, antes do final do ano já estarei dedicando todo o meu tempo e esforço de trabalho ao Day-Trade (seja operando, fazendo projeções, estudando, programando e realizando mais backtests ainda!).


Kronos.

Monday, August 5, 2019

Resumos do Day-Trade (Julho/2019) e Full Day-Trader com esse resultado?

Mês tenso e gráfico "feio", mas no último respiro, um resultado positivo (ao menos sem prejuízos)
Psicológico:

- O destaque quanto ao psicológico nestes mês foi para a atitude após essa queda enorme na exata metade do mês (duas operações, uma dia de operação incorreta e depois seguida de dois losses cheios). Fiquei abalado no momento (e até acho que devia não ter operado no dia seguinte) por não ter seguido a tática na primeira operação e por isso o loss se estendeu.
- Em seguida tirei alguns dias para "respirar" e entender quais foram os problemas  ( e até mesmo colocar a tática em cheque, mas que, com simulações ao longo destes dias sem operações reais se converteram positivas.
- A finalização do mês no positivo trouxe um ar de confiança e positividade quanto a minha capacidade de focar em uma meta ou objetivo. Agora é pegar este sentimento em prol de resultados cada vez mais lucrativos.
- Neste mês fica mais forte ainda a sensação de que "o trabalho está me atrapalhando a fazer os trades" - uma vez que a falta de foco e a ocupação do melhor horário de mercado (conforme tenho constatado estatística/empiricamente nas simulações de mercado) tem sido fator relevante na hora de operar retomando algumas perdas ou mesmo  fazendo "estoque de Gains".

Técnica

-Nos últimos dias do mês adicionei uma nova tática ao meu leque de modelos de operações (que desenvolvi fazendo diversos testes diariamente no módulo de simulações) e era exatamente o que estava faltando, uma técnica para operar em momentos de movimento lateralizado, até então ficava fora de operações, mesmo que estes momentos se estendessem por horas (quando consegui operar). Em Julho mesmo devo ter conseguido colocar em prática uma ou duas vezes nos últimos dois dias, mas agora, em Agosto, já está funcionando com assertividade melhor que a da tática principal, (mas ainda há pouco histórico em conta real).

Gestão de Risco

- Ainda em estudos e tentativas a diminuição de risco no Loss Cheio. Há também abertura para novas possibilidade de extinguir definitivamente a segunda entrada aumentando o SL com a primeira entrada apenas, fragmentar mais as entradas com menos contratos por entrada ou ainda outras alternativas a serem testadas (também preciso de tempo para focar nestes testes e estudos).

- Na nova tática, estou utilizando o risco cheio da operação básica pois demanda movimentos rápidos que facilmente podem romper Stops muito curtos. Nessa nova tática também é estritamente necessária uma segunda entrada, dando margem até para estudos futuros de uma terceira e/ou quarta  entrada (talvez dividindo o número de contratos cheios entre estas 3 ou 4 entradas).

Gestão de capital

- Fui colocado a teste este mês e acredito que, se não agi da melhor forma possível, fiz o melhor que pude na gestão de capital pois evitei novo aporte neste mês:
- Colocando a cabeça no lugar - e para não precisar fazer mais aportes até o final de Julho - para operar, diminui o número de contratos e fui me recuperando aos poucos entre Gains e Losses, acabei fechando positivo. (só  que aproximadamente R$ 40,00!)

-  O lucro de Junho (aproximadamente 400,00) foi destinado à conta da "Empresa Trader" como no mês passado. E obviamente, como este mês não pagou nem a plataforma, não deverão haver aportes referentes ao mês de Julho.

Maiores aprendizados: 

- Conseguir gerir o risco sem nenhuma alteração psicológica após uma grande queda.
- Utilização da simulação de forma ativa na criação de novas oportunidades no mercado.

Acontecimento(s) do mês:

- Novamente destaco o desenvolvimento da nova tática que tem trazido bons resultados (tive até aquele momento "Eureka!")


Para Agosto/19 - Full Day-Trade?


Continuo seguindo as premissas apontadas  neste post, onde explico a estratégia de forma bem geral.

Mas obviamente não consegui completamente o resultado almejado no mês passado (um "salário" que ao menos pague as contas) - parece que foi até pra ficar indefinido mesmo  - já que acabou não culminando em nenhuma das duas situações que sugeri no final deste mesmo post.

Então como fica?

Bem tem um fator externo que é a oportunidade de sair do emprego atual meu com algum acordo e neste caso, ainda considero indefinida essa possibilidade e, somado à indefinição do resultado final de Julho/19 ficamos ainda com as demais possibilidades de meses para sair (Agosto a Outubro, como já havia definido desde junho), sendo, hoje, o mais provável em Outubro. Mas, continua a mesma meta do mês anterior.

Como dito, a decisão já está tomada apenas a data que ainda carece de exatidão.

K.T.

Thursday, August 1, 2019

Atualização do Patrimônio Financeiro - Jul/2019 (R$ 80.775,28 +2,49%)

Mudança para Full Day-Trader a caminho...foco nas estatísticas e no aprendizado.

Saldos:
Saldo em Contas Correntes: R$ 867,46
Saldo em Espécie: R$ 40,00
Saldo em Criptomoedas: R$ 1.135,78
Saldo em Aplicações de Renda Fixa (TD, LCs e CDBs): R$ 51.121,23
Saldo em Ações: R$ 0,00
Saldo em "Giro" para Day Trade: R$ 2742,94
Saldo em Previdência Privada: R$ 12.521,41
Saldo em FGTS: R$ 12.346,46

Resultado total: R$ 80.775,28 (+R$ 1965,45)


Considerações: 

1 -   Criptomoedas: Este mês as criptos puxaram o resultado para baixo tendo queda de 30%. Cheguei a pensar que teria resultado negativo este mês quando comecei o fechamento, mas as criptos representam parte pequena do meu patrimônio, então o impacto não chegou a esse ponto. A Iota esfriou completamente nesse mês, voltando a patamares bem baixos e em queda com relação ao Bitcoin.

2 -   Previdência Privada: Novamente a previdência privada mereceu destaque no rendimento e isso é bom nestes últimos meses em que ainda não estou Full Day-Trader pois devo retirar meu dinheiro de lá (mesmo com mais de 30% de desconto de I.R) pois a taxa de administração é extremamente abusiva (cerca de 4%) e portanto, mesmo que espere um prazo maior para retirada a longo prazo não compensaria a diferença. Pretendo, na retirada, mantê-la como uma carteira agressiva - com FII's ou Ações.

3 -   Day-Trade: Talvez o resultado mais esperado para este fechamento, pois definiria a decisão final de ficar apenas no Day-Trade. Vou detalhar no próximo post, mas resumindo, financeiramente foi um mês positivo, porém desconsiderável como tal: fico com um 0x0. Nos estudos, foi um mês extremamente positivo pois consegui fazer um detalhamento estatístico dos resultados da minha estratégia e com isso consigo mais foco de atuação a partir de agosto.
O mês começou bom, mas devido a erros operacionais e estratégicos acabei pondo a perder o lucro inicial. Outro ponto extremamente relevante é que não tive tempo para operar este mês devido a férias de colegas no mesmo setor que me sobrecarregou e não tive tempo de fazer as operações esporádicas que conseguia no trabalho. Em simulação (feitas a noite), a estratégia continuou funcionando perfeitamente, com taxa de 80% de acerto e o mês teria fechado muito bom se tivesse tido tempo para ter FOCO nas operações.

4 -   Renda Fixa: 

Decidi este mês por não fazer aportes em R.F. pois estou resolvendo alguns detalhes para saída do meu trabalho atual (e início Full no Day-Trade) e isso poderá ter alguns custos de investimento inicial. Além disso, estou considerando ainda, reiniciar os aportes em R.V. que talvez se iniciarão quando fizer o aporte da Previdência Privada em ações ou FII's como disse anteriormente.


Orçamento
Infelizmente, segui mais um mês sem fazer/seguir um orçamento. Me incomoda essa situação de não conseguir simplesmente voltar a anotar gastos e, conforme meus projetos futuros, isso será cada vez mais crucial para o sucesso destes projetos. Me comprometo a, agora que finalizo esse post, atualizar meu app de anotação de gastos e orçamento para recomeçar seu uso hoje.

Para este mês, é isto!

K.T.